terça-feira, 17 de outubro de 2017

INICIATIVA TRABALHISTA: EMPREGO PARA TODOS!



Empregos na cidade de Osasco, para quem mora na cidade de São Paulo e Osasco & Região.


Caso queira baixar a lista para carregar com você: Clique aqui e baixe o PDF 
Caso queira baixar um modelo de currículo e preencher: Clique aqui e baixe o Word


Lojas que se localizam na Rua Antônio Agú, Centro – Osasco.

(É a rua de frente da estação de trem de OSASCO)


Empresa: Farei.
Local: Nº 477.
Precisa-se: Vendedor maior de idade.

Empresa: Lamis.
Local: Nº 503.
Precisa-se: Balconista maior de idade do sexo feminino com ensino médio completo.

Empresa: Barracão.
Local: Nº 523.
Precisa-se: Atendente, repositor, fiscal de loja.

Empresa: All Net.
Local: Nº 532.
Precisa-se: divulgador externo com idade entre 17 e 22 anos.

Empresa: Loja do Ted.
Local: Nº 627.
Precisa-se: Ajudante Geral(Masculino), Estoquista(Masculino), Auxiliar de Limpeza(Feminino), Balconista(Feminino).

Empresa: Não consegui ver o nome dessa empresa já que fica em um local de 3 andares sendo cada andar com várias lojas dentro.
Local: Nº683, sala 12 no segundo andar.
Precisa-se: Vendedor.

Empresa: Delícia Salgados.
Local: Nº 904.
Precisa-se: Balconista.

Empresa: Castelinho do bebê.
Local: Nº 936.
Precisa-se: Vendedora, operador(a) de caixa, auxiliar de loja, trazer currículo com foto.

Empresa: Centro de Oferta.
Local: Nº 414 e Nº217.
Precisa-se: Web Designer(feminino) e Vigia Noturno.

Empresa: Biro’s.
Local: Nº 181.
Precisa-se: Vendedor(Com direito a comissão 5% à 7%)

Empresa: Sorrident
Precisa-se: Operador de Telemarketing


Lojas que se localizam dentro do Shopping Plaza

Empresa: Teck Prints(copiadora e serviços gráfico).
Precisa-se: não especificado.

Empresa: Tiara Bolsas.
Precisa-se: Vendedor.

Empresa: Drogaria São Paulo.
Precisa-se: Balconista, atendente de loja, consultor de vendas e farmacêutico (enviar por email currículo@dpsp.com.br).

Empresa: Fetiche(loja de alianças).
Precisa-se: Vendedora maior de idade com experiência.

Empresa: Mei Mei Culinária Asiática.
Precisa-se: Ajudante de cozinha ou Ajudante de Sushi maior de idade. 





sábado, 14 de outubro de 2017

PELA REFORMA DO MUSEU DO IPIRANGA




Enquanto o Estado patrocina com dinheiro público uma “arte’’ perversa e imoral o Museu do Ipiranga continua interditado há mais de quatro anos, nem se quer começou a ser reformado e tampouco conseguiram definir o projeto de restauração. A previsão de reabertura será somente para 2022.

Durante o tempo que se aguarda as verbas e se define o projeto de uma reforma que se quer começaram o estado está financiando exposições artísticas que ferem a moral, a ética, os princípios cristãos e todos os demais valores e tradições que moldaram nossa civilização, tudo através do dinheiro público pago com nossos impostos. Dinheiro que poderia ser gasto com a manutenção do museu, ou então destinado outras áreas emergenciais como educação e saúde.

Recentemente o Museu da Arte Moderna chamada (MAM) realizou uma “performance artística’’ chamada “La Bête” e gerou polêmicas nas alas mais conservadoras da sociedade, uma performance na qual crianças interagiram e foram incentivadas a tocar em um homem completamente nu.



É evidente e claro que existem CRIANÇAS expostas a nudez de um homem adulto, uma completa irresponsabilidade dos pais, do museu, dos artistas e organizadores da exposição com a moral e a arte, no qual os mesmos não possuem compromisso.

A exposição foi financiada pelo Itaú com o dinheiro dos pagadores de impostos através da Lei Rouanet e estimasse que foram gastos cerca de R$ 970.000.00 para patrocinar a exposição. 

No final das contas, esta é apenas uma das muitas “exposições artísticas” do tipo que o governo do estado de São Paulo financia.

Contudo, esta não é apenas uma realidade do estado de São Paulo, mas também do estado Rio Grande do Sul com o “Queermuseu” e do Estado Minas Gerais com “Faça você mesmo sua Capela Sistina”. As exposições, em síntese, blasfemam símbolos religiosos do cristianismo, mostram cenas de pedofilia, zoofilia e demais formas de erotismo explicito, que não possuem quaisquer classificações indicativas e são locais propícios de excursões escolares.

Enquanto é patrocinada através da Lei Rouanet uma arte imoral, perversa e que atenta contra os valores do povo brasileiro, o maior museu de história do Brasil – o Museu do Ipiranga – símbolo da cidade de São Paulo e da história da pátria está sobre ruínas com infiltrações, rachaduras, mofos e com risco de desabamento.

É preciso recuperar a moral de nossa pátria, defender as nossas tradições, livrar nossas crianças de abominações artísticas pós-modernas, resgatar o sentimento de patriotismo entre todos os brasileiros, pressionar as autoridades públicas a colocarem novamente sobre funcionamento o Museu do Ipiranga – o museu com maior e mais verdadeiro patrimônio histórico, artístico e cultural do Brasil.

Se você possui filhos, netos, sobrinhos, primos ou qualquer contato com crianças denuncie o que está ocorrendo aos mais próximos, avise seus amigos e familiares sobre a situação caótica, imoral e perversa em que se encontra arte nacional.


AJUDE-NOS ASSINANDO NOSSO ABAIXO ASSINADO PELA ACELARAÇÃO DA REFORMA DO MUSEU DO IPIRANGA: CLIQUE AQUI

terça-feira, 26 de setembro de 2017

FILIE-SE!


Para se filiar você precisa primeiro entrar em contato com nós e falar que tem interesse.
Para entrar em contato com a gente você pode enviar uma mensagem para nós por:

Facebook: clique aqui
Email: lntoficial@gmail.com 

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Michel Temer - O traidor do povo!

Michel Temer e a corja de corruptos do congresso nacional não tem condições morais de estipular, votar e realizar a reforma trabalhista e da previdência social. Além disso, esse mesmo congresso corrupto não tem moral para eleger indiretamente um novo presidente caso Temer venha a cair, que, diga-se de passagem, não tem moral alguma para governar. Ou seja, O CENÁRIO POLÍTICO BRASILEIRO É O MAIS IMORAL O POSSÍVEL!

Michel Temer já mostrou o quanto antinacional foi com suas medidas políticas que ferem nossa soberania e joga para mais longe nosso sonho de independência econômica. Um governo corrupto, entreguista, privatista, favorecedor aos interesses dos bancos, compactuador da agenda global e contra o Estado de bem-estar social. 


Não obstante, não é preciso o povo brasileiro colocar a ‘’mão no fogo’’ para dizer que os documentos vazados pelo Wikileaks (e muito pouco divulgados na mídia), nos quais dizem que Temer atuou como informante da CIA fornecendo política de inteligência em troca de apoio, seja uma falsa evidência.

É preciso de um governo que valorize verdadeiramente os interesses nacionais e que conduza o país ao seu desenvolvimento econômico, privilegiando o trabalho e a produção, em detrimento do capital especulativo. O governo eminente é imoral, é uma orgia de traidores de pátria, é antinacional!

MICHEL TEMER É O TRAIDOR DO POVO!


EIA SUS!



Nada mais perigoso que o falso nacionalista


Nada mais apátrida e perigoso para o Brasil do que o surgimento de líderes pseudo-nacionalistas. Jair Bolsonaro é um exemplo (se é que pode ser chamado de líder) de uma figura que atrai a mente ilusa da direita “vulgo patriótica”, que, diga-se de passagem, acredita que a sua presença na política é sinônimo viável de socorro a nação brasileira, nacionalista, ou um possível substituto de Enéas Carneiro. Não há engano maior.

Vamos aos fatos que comprovam que Jair Bolsonaro é uma figura apátrida cujo suas posições nada são nacionalistas, e sim liberais:

- Jair Bolsonaro demonstra ser um saudosista ao regime militar de 1964, que, diga-se de passagem, foi o mesmo que consolidou a arquitetura do golpe planejado pelos Estados Unidos e serviu os interesses de Washington no Brasil. 

- Bolsonaro defende a diminuição da interferência do Estado na economia e o livre comércio – o Estado mínimo.

- Bolsonaro defende a privatização da Petrobrás – estatal estratégica para o desenvolvimento nacional.

- Bolsonaro defende uma política externa alinhada aos Estados Unidos e o Estado de Israel – não é uma política externa independente.

- Bolsonaro crítica duramente o MERCOSUL – não reconhece a importância da integração regional sul-americana.

- Bolsonaro diz que a Base de Alcântara foi dinheiro jogado fora e deve servir de quintal de exploração dos Estados Unidos – base de lançamento de mísseis estratégica devido aos baixos custos de lançamentos de foguetes, progresso tecnológico e defesa nacional.

No senado Jair Bolsonaro votou a favor:

- PEC 241 – a PEC da redução dos gastos públicos. Um dia antes declarou que votaria contra, mas após jantar com Michel Temer e ver que a PEC não prejudicaria os militares votou a favor.

- Abertura da Exploração do Pré- Sal – Entrega do Pré-Sal – Recurso natural estratégico para ser explorado pelo capital estrangeiro. Bolsonaro votou a favor.

- No projeto da reforma trabalhista votou a favor.

- Jair Bolsonaro se absteve na votação da Lei da Terceirização – apenas para não “sujar” sua imagem para seus eleitores.

A partir destes pontos ressaltados é possível de se concluir que: JAIR BOLSONARO NÃO É UM NACIONALISTA. Seus posicionamentos estão muito longe da ideia de um projeto político/geopolítico, econômico, social e cultural movido aos ideais nacionalistas. Bolsonaro é um liberal dos mais nojentos e apátridas existentes. É completamente inadmissível Bolsonaro receber apoio de movimentos e partidos nacionalistas existentes e em emergência.

NADA MAIS PERIGOSO QUE O FALSO NACIONALISTA!

BRASIL ACIMA DE TUDO, EIA SUS!

NAÇÃO-TRABALHO-TRADIÇÃO!



A causa LGBT só enfraquece o Brasil!

Por que as multinacionais se preocupam tanto em fazer politicagem LGBT e não se preocupam em aumentar o salário dos seus funcionários ou cessarem com a escravidão na sua cadeia produtiva? Por que os países imperialistas estão mais preocupados em fazerem países como o Brasil e Rússia serem mais “coloridos” ao invés de ajuda-los a superarem o desemprego? 

É importante ver que hoje em dia os movimentos LGBT lutam por coisas que só nos dividem sua bandeira é plenamente ideológica e suas pautas irracionais. Nosso povo vive em processo de divisão já a muito tempo, desde então tudo que as potências imperialistas podem usar para nos dividir não medem esforço para usar, inclusive a agenda LGBT.

Percebem que o discurso dos movimentos LGBT não é contra as taxas de homicídio do Brasil que ultrapassou a Síria, mas apenas contra as taxas de homicídio contra gays? Percebem que eles não são contra a intolerância, apenas contra a intolerância contra os mesmos? Percebem também que não são a favor de igualdade e sim a favor de privilégios?

Nós devemos respeitar os homossexuais assim como todo brasileiro deve ser respeitado e sempre ajudar a diminuir a intolerância contra os mesmo, porém, é importante que toda comunidade LGBT saiba que a bandeira que eles defendem é apenas o “politicamente correto” e atende-las não irá diminuir a violência no Brasil, diminuir o poder dos traficantes, melhorar a educação, aumentar o salário, diminuir o desemprego. Agora é momento de união de todo povo brasileiro para que juntos possamos tornar o Brasil soberano, economicamente forte e enfrentar o desemprego que abala todas famílias brasileiras.
É hora de lutar por isso, EIA SUS!




quarta-feira, 12 de julho de 2017

Singapura, o oposto de Estado Mínimo



SINGAPURA. LIVRE MERCADO? SIM. ESTADO MÍNIMO? NUNCA!

A maioria já deve ter ouvido falar ou conhece o "Index of Economic Freedom", em português, "Índice de Liberdade Econômica", um ranking da Heritage Foundation que avalia o grau de livre comércio econômico em 178 países. Muitos liberais e libertários (adeptos normalmente á Escola Austríaca) costumam utilizar esse índice como "argumento irrefutáve
l" de que países mais desenvolvidos são aqueles com menor ou nenhuma intervenção estatal e políticas econômicas keynesianas ou protecionistas.

É verdade que liberdade econômica abastece o sistema de produção vigente que é o capitalismo, mas a realidade é que todos os países precisam do mínimo de centralização e intervenção do Estado para se desenvolverem economicamente e socialmente. E o que estrutura este nosso argumento é Singapura, país que se encontra em segundo lugar dentro da Index of Economic Freedom de 2016. Sendo um país de grande liberdade econômica, não significa, necessariamente, que não há a possibilidade de existir mecanismos keynesianos no regulamento comercial. Muito pelo contrario, Singapura é um país extremamente intervencionista e rejeita totalmente o pensamento de livre comércio.

O seu banco central, o MAS (Money Authority of Singapure), em 1973 passou a valorizar controladamente o seu dólar, que era lastreado pelas reservas do dólar americano, para combater a inflação. Em 1974 impôs tetos de créditos para bancos e outras companhias financeiras. Após combater a inflação e as medidas de restrições terem funcionado, no mesmo ano, o BC retirou estas restrições e controlou moderadamente a emissão do dólar de Singapura. Na segunda metade da década de 70, controlou a liquidez do sistema financeiro, coordenando taxa de juros e valores cambiais. Em 1981, abriu mão do controle da taxa de juros e passou a focar apenas no controle de câmbio, política que funciona e é utilizada pelo país até os dias de hoje.

Nas grandes empresas do país, o governo intervem sistematicamente, impondo regulamentações e forçando participação estatal nas produções e empreendimentos destas por meio de seus fundos soberanos e suas empresas. Tanto é que o próprio Estado é um grande acionista de, praticamente, todas estas empresas. Em 2014, Singapura foi avaliada com o PIB de 307 bilhões de dólares, e neste mesmo ano, seus dois fundos soberanos no valor de 530 bilhões de dólares, ou seja, o Estado detinha riqueza maior do que a riqueza produzida e circulada pela população em um ano. Se isso não é um Estado gigante, então não sabemos o que seria um.

Todas as crianças em Singapura tem o direito de receberem educação estatal gratuita e todas as escolas do país recebem investimento do Estado (sim, todas, sem exceção). Tudo é administrado e efetivado pelo Ministério da Educação do país. O Estado possui quatro universidades: National University of Singapore, Nanyang Technological University, Singapore University of Technology and Design e Singapore Institute of Technology.

O sistema de saúde é 80% composto por sistemas públicos, ele não é totalmente gratuito, mas, as pessoas pagam DE ACORDO COM SUA RENDA, além de que há um fundo que cobre os gastos para a população pobre e de baixa renda. 80% das residências são estatais, da empresa HDB - Housing and Development Board, a mesma que acabou com as favelas em 1960 e reestruturou residencias para pessoas de baixa renda, aliás, todos os imóveis são ocupados de acordo com critérios definidos pelo governo. Sobrando apenas 20% do mercado imobiliário para o livre comércio. E não há laissez faire no transporte também, é dada grande ênfase ao transporte público e taxas caríssimas para desestimular a população em utilizar carros privados.

Os impostos são baixíssimos, já que o Estado se financia através de seus próprios recursos e empresas, porém, são progressivos, assim como é previsto em uma economia keynesiana.

E não se esqueçam dos direitos trabalhistas. Sim, Singapura possui uma grande ordenação jurídica de direitos aos trabalhadores, tais quais como a carga horaria de 44 horas semanais. Um dia de descanso remunerado por semana no mínimo. Onze feriados nacionais pagos. Direito de até 14 dias, em caso de doença, de pagamento sem trabalho. Férias remuneradas de 7 à 14 dias úteis de acordo com o tempo na empresa. Previdência pública obrigatória paga pelo empregador. Direito à 6 dias para cuidar de suas crianças, mas sem ser pago. 18 semanas da licença maternidade. Só faltando salário mínimo e seguro-desemprego.

Resumindo, quando alguém vier com argumentos esdrúxulos sobre livre mercado e utilizar este ranking como fundamento do que diz, mostre este texto à ele. Singapura foi contra tudo o que o mundo pós moderno impõe aos países periféricos e de terceiro mundo, adotou medidas extremamente keynesianas, se tornando em 2014 o maior país asiático no índice de desenvolvimento humano, e nono maior no índice mundial.

Então, será que o liberalismo é tão funcional quanto dizem ser?


FONTES:
http://www.mas.gov.sg/…/Singapores%20Exchange%20Ratebased%2…
http://www.mas.gov.sg/…/Economic%20St…/2000/MASOP018_ed.ashx
http://www.mas.gov.sg/…/Monetary-Policy-Statement-14Oct15.a…
https://vk.com/away.php
https://home.kpmg.com/es/es/home/tendencias.html
http://www.economywatch.com/comp…/forbes-list/singapore.html

http://www.temasek.com.sg/…/portfol…/majorportfoliocompanies
http://www.gic.com.sg/
http://ncee.org/…/singapore-overview/singapore-system-and-…/
https://www.moh.gov.sg/…/moh_…/home/costs_and_financing.html
http://www.hdb.gov.sg/cs/infoweb/homepage
http://www.singstat.gov.sg/statistics/latest-data#20
http://www.livinginsingapore.org/how-to-buy-a-car-in-singa…/
https://www.iras.gov.sg/…/Working-Out-You…/Income-Tax-Rates/
https://www.iras.gov.sg/…/Corporate-Tax-Rates--Corporate-I…/
https://www.iras.gov.sg/…/Statistics-and-P…/Tax-Statistics/…
http://www.mom.gov.sg/…/workright-brochure-for-employees.pdf
http://www.mom.gov.sg/…/workr…/faqs-on-employment-rights.pdf
http://www.mom.gov.sg/employment…/…/unpaid-infant-care-leave
http://www.mom.gov.sg/…/materni…/eligibility-and-entitlement"